segunda-feira, 2 de novembro de 2009

REMISSÃO INESPERADA


Qual quereis que vos solte? Barrabás ou Jesus, chamado Cristo? (Mt 27.17)
Será que o eco no calabouço emanava do inferno?
Será que o condenado tremia de terror ao som de pés se aproximando?
Quando o tiraram de sua prisão, será que ele seguiu calado?
Será que ainda estava tagarelando desculpas quando o soltaram na rua?
Será que Barrabás estava no Gólgota, levado pela curiosidade?
Será que sussurrou seu arrependimento, lágrimas rolando rosto abaixo?
É difícil saber como Barrabás pode ter se sentido a respeito de seu papel no julgamento de Jesus. O que deve ter pensado quando o povo gritou seu nome como sua escolha para libertação? O relato bíblico termina com a soltura de Barrabás. Mas estava ele realmente livre?
A pequena participação de Barrabás na história do Evangelho desenvolve um grande ponto: ELE NOS REPRESENTA.
Como ele fomos declarados culpados e dignos de morte e estávamos aprisionados em nosso calabouço, aprisionado com nossas culpas e nossos delitos (pecados). O veredicto foi dado... CULPADO. Então da mesma forma que Barrabás, ouvimos as incríveis notícias: alguém tomou o nosso lugar.
Como ele, não estamos completamente livres até que respondamos ao que nos ofereceu perdão total. Qual é a sua resposta?
A LIBERDADE VERDADEIRA É ENCONTRADA SOMENTE NO SANGUE DE JESUS.

sábado, 22 de agosto de 2009

sábado, 15 de agosto de 2009

A QUE PONTO VAMOS CHEGAR???


Estudos indicam que em 2.020, a população do planeta atingirá a casa dos 9 Bilhões de pessoas, ou seja; daqui a 11 anos a população mundial vai aumentar em 50%.
O primeiro Bilhão, segundo alguns pesquisadores levou aproximadamente 6 mil anos para acontecer contando com as pessoas que morreram. Dizem alguns estudos que a capacidade de sustentabilidade do planeta é para 4 Bilhões de pessoas, nós já estamos com 2 bilhões a mais do que a planeta consegue sustentar.
A certeza da volta de JESUS CRISTO é a verdade mais significativa de toda a profecia bíblica, podemos comprovar isso em varias passagens bíblicas como, por exemplo em Isaias Cp. 51 V 6, "Levantai os olhos para os céus e olhai para a terra de baixo, porque os céus desaparecerão como fumaça, e a terra se envelhecerá como uma veste, e os seus moradores morrerão como mosquitos; mas a minha salvação durará para sempre, e minha justiça será quebrantada". Outra referencia esta em Ageu Cp 2. V 6, " Porque assim diz o SENHOR dos EXÉRCITOS: Ainda uma vez, daqui a pouco, e farei tremer os céus, e a terra, e o mar, e a terra seca;". JESUS ESTA VINDO NOS BUSCAR. ALELUIA!

sábado, 8 de agosto de 2009

"Assim como o relâmpago, assim será também a vinda do Senhor"

        "Porque, assim como o relâmpago que sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim também será a vinda do filho do homem" Mt 24:27
         
          Como as nuvens escuras se juntam; Como os ventos sopram, é um sinal que uma grande tempestade esta para chegar.
          Assim desta maneira as cincunstâncias e intemperes dos nossos dias nos avisam que o tempo está acabando e Jesus está para voltar. Terremotos, catástrofes, o que era errado hoje é o certo, o que era o certo hoje é errado, pai matando e estuprando filhos, filhos matando os pais, violência e corrupção; essas são as nuvens e ventos que anunciam a hora da grande tempestade, 'O DIA EM QUE JESUS APARECERÁ NOS CÉUS PRA ANUNCIAR SEU RETORNO", com esses acontecimentos Ele esta nos dizendo: se prepare, a "tempestade" esta chegando.
       Ele esta voltando de novo e virá coroado Rei dos reis e Senhor dos senhores. Cubra-se com o sangue dele, pois em breve estaremos com Ele nas regiões celestiais.

SE PREPARA para ENCONTRAR com o SENHOR TEU DEUS.

Esse dia está mais próximo do que nunca, é uma realidade, creia ou não creia, esse dia em breve chegará,  SE PREPARE!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

RESTITUI!!

Os planos que foram embora. O sonho que se perdeu. O que era festa e agoraÉ luto do que já morreu. Não podes pensar que este é o teu fim. Não é o que Deus planejou Levante-se do chão!Erga um clamor! Restitui! Eu quero de volta o que é meu. Sara-me! E põe teu azeite em minha dor. Restitui! E leva-me às águas tranqüilas. Lava-me! E refrigera a minh'alma. Restitui...E o tempo que foi roubado foi. Não poderá se comparar. A tudo aquilo que o Senhor Tem preparado ao que clamar Creia porque o poder de um clamor Pode ressuscitar...

S.O.S. JESUS!!!

Leitura Bíblica Recomendada: Josué 23: 9-14
" Deus é quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com sua vontade." - Fp. 2:13
Um profissional qualificado ficou sem emprego. Apesar de seu excelente currículo e de várias indicações, não conseguia vaga. O tempo foi passando e sua auto-estima baixando. Nada ia além da entrevista.
Tentou então outro meio: lembrou-se de pessoas que poderiam ajudar. ligou para algumas, recebeu mais indicações, mas o silêncio continuava. Quando vem a tempestade,muitas vezes trememos na base e recorremos às pessoas ao nosso redor. Por serem visíveis, colocamos nossa esperança nelas e esperamos que nos socorram. Esquecemos que o Senhor é quem move o coração, e isso não depende de nós.
Como aquele profissional, procuramos ajuda nas pessoas,pensamos em várias opções, contamos com o que vemos, sentimos e conhecemos, e que está ao nosso alcance. Achamos que dependemos somente do nosso conhecimento e de relacionamentos. Talvez isso possa ajudar, mas se não for movido por Deus, será como uma rede de computador sem conexão.
Não é Deus que nos desampara nos momentos difíceis, nós é que nos esquecemos da sua presença. Nosso esforço e conhecimento abrem portas, mas quem concretiza o bom resultado é o Senhor. Naquele momento em que todas as portas se fechavam e nada parecia dar certo, o profissional desempregado percebeu que o socorro vem somente do Senhor.
Mudou sua oração e, ao invés de se queixar, passou a agradecer porque, apesar do período de seca, Deus não o desamparou, não ocorreram doenças ou imprevistos nem faltou alimento em sua mesa.Deus conhece as nossas necessidades e supre aquilo de que precisamos a cada dia.
NO TEMPO DE DEUS O SOCORRO VIRÁ!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Mesmo assim não se compara com o que Jesus fez.

video

Isso é um relato muito comovente, mas não se compara com o que Jesus Cristo fez por nós. Ele nos comprou com seu sangue; isso não tem preço. ALELUIA!!!!

sábado, 25 de julho de 2009

Charles Thomas Studd




Charles Thomas Studd (1860-1931) poderia ter sido mais um atleta que gastou seus dias em árduas competições e apenas isso. Entretanto, sua biografia demonstra que quando Deus toca o coração de alguém, seus rumos e planos são mudados dramaticamente, de uma maneira maravilhosa.
O inglês Charles Studd era considerado um dos maiores desportistas do final do século 19. Milionário, ele herdara da família a importância de 29 mil libras esterlinas, uma fortuna naquela época, mas se recusara a tirar proveito dela, temendo que o dinheiro pudesse atrapalhar seus nobres ideais. Determinado a investir na obra de Deus, enviou cinco mil libras esterlinas para o missionário James Hudson Taylor, que se tomou uma lenda ao ser o primeiro a levar a Palavra ao interior da China; outras cinco mil libras para um pastor, William Booth, fundador do Exército da Salvação; cinco mil para Dwight L. Moody, para que este iniciasse o estabelecimento do Instituto Bíblico Moody.
Studd doou ainda outras importâncias, sobrando-lhe apenas 3.400 libras, as quais ele, no dia do seu casamento, deu à esposa. Esta também doou o presente e comentou, na época: Jesus pediu ao jovem rico que desse tudo aos pobres. E Studd completou: Agora nos achamos na situação de poder dizer que não possuímos nem prata nem ouro, referindo-se ao texto de Atos 3.6. Loucura? Não. Charles Thomas Studd tinha a certeza de que o Senhor era o dono de todas as coisas. Essa demonstração de entrega total foi apenas o começo. Todavia, foi o suficiente para que o Senhor desse a Charles um novo rumo. Mais tarde, Ele o chamaria para o ministério.
Studd viajou para a China, onde trabalhou como missionário. Posteriormente, foi para a Índia e para o continente africano. Seu pensamento era: "Se Jesus é Deus e Ele morreu por mim, então nenhum sacrifício pode ser muito grande para nós". Como resultado de seus esforços, foi fundada, um pouco antes de sua morte, a Cruzada de Evangelização Mundial, que hoje conta com mais de mil missionários em todo o mundo. A mensagem deixada por Studd foi simples: enquanto a maioria investe em bens materiais, outros investem no Reino de Deus.
Família - Essas lições de Charles Studd foram aprendidas desde muito cedo. Ele era filho de um fazendeiro de origem indiana, Edward Studd, que se havia aposentado na Índia e mudado para uma casa rural no município de Tidworth, em Wiltshire, Inglaterra.
O pai de Studd, curiosamente, tinha-se convertido em 1877, quando um amigo o levou para ouvir uma pregação de Moody, o mesmo pastor que seria ajudado por seu filho, Charles Studd, anos mais tarde. Após a conversão, Edward, imediatamente, deixou as atividades seculares e passou a usar sua casa para reuniões evangelísticas até o dia de sua morte, em 1879.
Charles Studd e seus dois irmãos, Kynaston e George, estudavam longe de casa. Curiosamente, os três converteram-se a Cristo em um culto doméstico, e terminaram apaixonados pelo Evangelho. Os três irmãos eram campeões de críquete, um dos esportes mais tradicionais da Inglaterra. As habilidades excepcionais mostradas por Charles Studd naquele esporte fizeram com que ele ganhasse um lugar na seleção inglesa, em 1882, época em que a equipe havia perdido uma partida para a Austrália e estava desacreditada. Sob a liderança de Charles Studd, os ingleses jogaram na Austrália, no ano seguinte, e recuperaram o troféu.
Tempo de confrontação - Dois anos após a conquista do campeonato, no entanto, com a doença e morte de George, Charles Studd sentiu-se confrontado pela seguinte pergunta: De que adiantam toda a fama e valor de lisonja quando um homem tem de enfrentar a eternidade? Ele percebeu, então, que sua conversão, ocorrida seis anos antes, não havia produzido frutos. Resoluto, ele declarou: O críquete não vai durar; a honra também não, bem como nada neste mundo. Mas tenho que viver para o mundo que há de vir.
A partir de então, Charles começou a testemunhar de Jesus aos amigos e jogadores da mesma equipe. Sua intenção era captar recursos para o ministério de seu irmão, Kynaston, que tinha fundado uma organização missionária entre estudantes. Logo, ele teve a alegria de conduzir outros a Deus.
Até aquele momento, Studd testemunhara entre os próprios sócios e amigos. Contudo, depois de ouvir, na China, uma pregação na qual um missionário falara da necessidade de os servos de Deus agirem como pescadores de almas, tudo mudou. Ele sentiu que Deus o estava chamando. Embora seus amigos e parentes tentassem dissuadi-lo, Charles começou a considerar a pregação que ouvira e marcou uma reunião com o Pr. James Hudson Taylor, o diretor da missão no interior da China.
Rumo à China - A decisão de Studd foi seguida por mais seis amigos dele. Ao mesmo tempo em que o grupo se preparava, uma onda de conversões ocorria entre os estudantes das maiores Universidades da Grã-Bretanha, graças à missão fundada por Kynaston, anos antes. Alunos de Edimburgo, Londres, Oxford e Cambridge entregavam-se ao Senhor como jamais ocorrera antes. Eles se transformariam, anos depois, nos missionários que difundiriam a Palavra de Deus pelo mundo. Em pouco menos de dois meses, Studd e alguns amigos já estavam prontos para a viagem à China.
Lá, Charles Studd passou dez anos. Quando, finalmente, retomou à Inglaterra, ele foi convidado a visitar a América, onde Kynaston havia organizado um movimento evangelístico entre os estudantes locais. Durante aquela excursão, ele testemunhou o derramar de bênçãos poderosas em muitas faculdades e igrejas. Aquilo mexeu tanto com Studd, que ele iniciaria uma seqüência de viagens missionárias impressionante.
Missões na Índia e na África - De 1900 a 1906, Studd pastoreou uma igreja em Ootacamund, no Sul da Índia. Naquela região, diversos funcionários britânicos se converteram a Cristo. Depois de um rápido retomo à Inglaterra, ele partiu, em 1910, para o Sudão, na África. Studd ficara impressionado com o fato de a Palavra ser quase totalmente desconhecida na África Central, e lá fundou uma missão, a Heart of Africa Mission (Missão Coração da África).
Em sua primeira viagem ao Congo Belga*, em 1913, ele estabeleceu quatro missões em uma área habitada por oito tribos diferentes. A partir dali, Charles começaria a viajar sozinho — sua esposa ficara doente. Entretanto, o trabalho do Senhor e o chamado da família não mudaram. De sua casa, na Inglaterra, ela e as quatro filhas do casal coordenavam o ministério de Studd. Sua esposa era a responsável por missões em diversos países da África, do Oriente Médio e da China.
Ela fez uma última visita ao Congo em 1928, reviu o marido e faleceu pouco tempo depois. Em 1931, aos 70 anos, Charles Thomas Studd morreu, entretanto, até os seus últimos dias, ele pregou a salvação pela fé em Jesus Cristo, no campo missionário, em Málaga, na África. Foi, de fato, um gigante. Um herói da fé.
* (Até 1971, este país tinha o nome de Congo Belga. Depois, Mobuto Sese Seko o batizou com o nome de Zaire. Em 1997, passou a se chamar República Democrática do congo)

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Meu nome é Ozéias Godoi Faville. Sou evangélico pertencente a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba (SEDE). Sou musico (trumpetista e guitarrista) mas no momento estou me dedicando mais ao ministério da palavra desejo muito ser um pregador da palavra de Deus, pois sei que tenho um chamado para isso. Sou seminarista em Bacharel em Teologia, capelão, formado pela ACAFEB e professor da EBD na IEADC - SEDE.
Moro em Colombo centro onde também trabalho em uma industria e mineração como gerente comercial. Sou formado em Processamentos Gerenciais e estou terminando uma Pós-Graduação em Planejamento em Gestão Estratégica.
Sejam bem vindos ao meu BLOG. Deus abençoe a todos.