sábado, 25 de fevereiro de 2012

Pastor Youcef Nadarkhani a um passo da forca


Pastor Youcef Nadarkhani a um passo da forca

.



Pastor Youcef Nadarkhani e família

Stefan J. Bos*

Tradução de João Cruzué

O Pastor [unitariano] Youcef Nadarkhani, diante da morte imimente, pediu à esposa que exortasse sua Igreja a permancer firme em Cristo, logo depois que a Suprema Corte Iraniana, aparentemente, ordenara sua execução; disse um obreiro dessa Igreja ao correspondente da BosLife em Tehram.

Pr. Nadarkhani ainda estava vivo na quarta-feira passada, 22.02.2012, sendo ainda incerto o dia do seu enforcamento, sob a acusação de "apostasia" ou abandono do Islã. Confirmou o pastor F. Khandjani, membro do Conselho da Igreja do Irã.

A prisão de Lakan, próxima da cidade de Hasht onde mora o pastor é vista pelos ativistas como um lugar notório pelo desrespeito aos direitos humanos, com enforcamentos sigilosos sem julgamentos justos. Entretanto, ao pastor Nadarkhani, por ser casado e ter dois filhos, foi permitido receber a visita de sua esposa anteontem, 22 de fevereiro de 2012.

Ele nada disse para ela sobre a sentença de enforcamento ordenada pela Corte. Entretanto ele [pediu] para exortar a Igreja para ficar firme em Cristo, disse um oficial dessa Igreja. Um advogado do Pastor Youcef Nadarkhani foi informado sobre a ordem de execução, apesar da equipe de defesa ainda não ter recebido uma notificação oficial da Corte.

SISTEMA JUDICIAL RESERVADO

Khandjani disse, porem, que as cortes iranianas nem sempre seguem seus próprios ritos, que são conhecidos com um sistema judicial extremamente reservado.

Ele disse que a Igreja teme que a execução seja quase inevitável, uma vez que o pastor tem se recusado a se reconverter ao Islã. Ele recentemente foi arguido pela Corte a reconhecer o profeta Maomé com um mensageiro de Alá. No entanto, o Pastor Nadarkhani se recusou a fazer isso, por que ele não quer negar sua fé em Cristo. Então, veio a ordem de sua execução.

Pr. Youcef Nadarkhani está detido desde 2009, quando foi preso en Rasht por fazer de sua casa um local de cultos. A corte regional de Gilan sentenciou Nadarkhani à morte em novembro de 2010, sob a acusação de "apostasia" ou abandono do Islã.

Seu apelo contra aquela regra não foi acolhido em 2011. A Suprema Corte sentenciou "ele pode ser executado", mas emendou que primeiro iria requerer um re-exame pelo Corte Regional de Gilan que já tinha sentenciado o pastor à morte.

Na verdade, informou o pastor F. Khandjani, a Suprema Corte do Irã simplesmente acordou a sentença de morte inicial, por enforcamento, emitida pela Corte regional de Gilan.


Tradução de João Cruzué em 24.fev.12, para o Blog Olhar Cristão.

Correspondente internacional-chefe da Agência Cristã de Notícias BosNewsLife

Comentário do Blogueiro: Há muitas notícias sobre o Pr. Nadarkhani na Internet. A penúltima informação, de novembro/11, dizia que ele estava com problemas de saúde na prisão. Pesquisei mais a fundo usando fontes do idioma inglês. A mais atualizada, com grandes possibilidades de ser autêntica, infelizmente, traz essa notícia ruim, confirmando o que foi publicado no site farsi.net, porém com mais detalhes. O autor desta reportagem que traduzi, pelo que entendi, foi até o Irã para tirar esta história a limpo. (João Cruzué)

2 comentários:

  1. Amigo mais uma vez o Google deletou meus seguidores, sei que não vão resolver o problema, por isso resolvi começar tudo outra vez. A Verdade Que Liberta vai ser desativada. Como já seguia a Verdade Que Liberta, venho pedir que siga agora o Peregrino E Servo. Eu retribuirei de volta. Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Passei e encontrei seu blog, li algumas coisas, seu blog é muito bom, quero deixar um incentivo: Continue a deixar-se guiar pela grande vontade de Deus, continue a ouvir a voz do Espírito Santo, e a escrever o que você sabe que é a vontade de Deus, tanto para ganhar outros para Jesus, quer incentivar nossos amigos a ficarem mais perto do nosso Deus. Deixo também um convite, mas é apenas se o quiser fazer, pertencer aos meus amigos no Peregrino E Servo, claro que irei retribuir.Um obrigado,e muita paz de Jesus.

    ResponderExcluir